sábado, 16 de junho de 2018

Périplo de ACM Neto junto com Zé Ronaldo pelo interior da Bahia iniciou em Vitória da Conquista

[Périplo de ACM Neto junto com Zé Ronaldo pelo interior da Bahia iniciou em Vitória da Conquista]6 de Junho de 2018 às 17:12 Por: Reprodução Por: Redação BNews02comentários
Foi dada a largada as andanças do prefeito de Salvador e presidente Nacional do DEM, ACM Neto (DEM), com o pré-candidato a governador Zé Ronaldo (DEM) interior a fora. A medida foi anunciada na semana passada e deu início na cidade de Vitória da Conquista, do prefeito Hérzem Gusmão (MDB), antigo aliado e atual defensor do nome de João Santana do MDB. 
Em solo conquistense, Neto, Zé Ronaldo e demais políticos participaram do Encontro da União na Câmara de Vereadores local.  De acordo com informações da assessoria de comunicação do Democratas da Bahia, representantes de Belo Campo, Poções, Cândido Sales, Itapetinga, Itarantim, Anagé, Barra do Choça, Ribeirão do Largo, Abaíra, Tanhaçu, Santa Cruz da Vitória e Caetité estiveram no ato. 
O pré-candidato ao Senado, Jutahy Magalhães (PSDB), e demais pré-candidato a deputado estavam na comitiva visitante. 
Em entrevistas para as rádios locais, José Ronaldo falou sobre a importância de Vitória da Conquista e do Sudoeste para o estado e reconheceu a necessidade de investir na segurança pública, um problema crônico na região. Segundo o ex-prefeito de Feira de Santana, “é assustadora a situação em que se encontra o estado, que tem cinco das dez cidades mais violentas do país, conforme dados recentes do Atlas da Violência, do Ipea (Instituto Pesquisa Econômica Aplicada)”. 
O pré-candidato chamou a atenção também para as filas na regulação da saúde e disse que uma solução tem que ser encontrada. “Chegando ao governo, eu imediatamente daria um fim a essa fila direcionando pacientes e fazendo parcerias com hospitais particulares. O povo não pode ser tratado dessa forma. Tem gente morrendo nas filas enquanto aguarda vaga para atendimento”. 
Em seu discurso, ACM Neto enfatizou a crise econômica, a política e o social vivido no País. “O país vive dificuldades. Tudo que aconteceu na política, os desmandos envolvendo o Partido dos Trabalhadores, tudo isso resultou nessa situação que prejudica principalmente os mais pobres. Fico estarrecido com a situação de falta de segurança que se espalha hoje em todo o estado por deficiências na gestão. É preciso mudar. A Bahia precisa retomar o desenvolvimento. Para isso, José Ronaldo é a pessoa ideal para liderar essa transformação”.
O ex-chefe do Executivo de Feira de Santana exaltou rasgou elogios a ACM Neto. “Um dos principais líderes políticos e melhor prefeito de capital do país”.
Disse ainda que está percorrendo o estado ouvindo a população, vendo de perto as carências de cada região para oferecer o melhor para o estado. “Vivemos um período de estagnação. O governo do PT se preocupou apenas em rivalizar com nosso prefeito ACM Neto, que faz um excelente trabalho na capital. Nessa tentativa, esqueceu dos outros 416 municípios da Bahia. A mudança é necessária. Os municípios devem ser tratados com igualdade”. 
 

quarta-feira, 13 de junho de 2018

EUA, Canadá e México sediarão a Copa do Mundo de 2026


[EUA, Canadá e México sediarão a Copa do Mundo de 2026]13 de Junho de 2018 às 12:35 Por: EFE Por: Redação BNews00comentários
A candidatura conjunta de Estados Unidos, México e Canadá conquistou o direito de sediar a Copa do Mundo de 2026, por decisão do 68º Congresso da FIFA, que ocorre em Moscou nesta quarta-feira (13), véspera da abertura da Copa da Rússia.
Marrocos, o outro país candidato a organizar o torneio, recebeu 65 votos, contra 134 da candidatura conjunta norte-americana. Será a primeira vez na história da quase centenária competição que três países reúnem forças para serem os anfitriões do evento. O único antecedente com uma Copa em mais de um país ocorreu em 2002, quando Coreia do Sul e Japão dividiram a organização.
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apoiou em 2017 o projeto conjunto, apesar de defender, em outro âmbito, a renegociação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA, na sigla em inglês), que reúne as três nações. Na verdade, a candidatura conjunta se forjou em meio à tensão trilateral pela atualização do NAFTA, o maior acordo comercial do planeta, e pela intenção de Trump de erguer um muro na fronteira com seu vizinho do sul.
A proposta dos EUA , México e Canadá para a Copa do Mundo usou o lema “Unidos como um”. Os Estados Unidos encabeçam o número de cidades-sede, com 25; o Canadá terá quatro, e o México, três. Os estádios mexicanos serão o Azteca (87.000 lugares), o Akron de Guadalajara (45.364) e o BBVA de Monterrey (52.237). Com a escolha desta quarta-feira, o Azteca deverá se tornar o único estádio no mundo a receber três aberturas de Copa, e pode até mesmo ter a esperança de acolher uma terceira final, depois das edições de 1970 e 1986.

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Caminhoneiros ameaçam nova greve em caso de mudança na tabela de preços mínimos de frete


[Caminhoneiros ameaçam nova greve em caso de mudança na tabela de preços mínimos de frete ]
06 de Junho de 2018 às 12:56 Por: Reprodução Por: Redação BNews00comentários
Os caminhoneiros acompanham o andamento das negociações das transportadores acerca da tabela do frete mínimo. Nas redes sociais, os motoristas temem que o lobby dos grandes grupos consiga derrubar a tabela recém instituída pelo governo como contrapartida ao fim da greve. Mas eles prometem resistir, informa o Estadão.
Ivar Luiz Schmidt, representante do Comando Nacional do Transporte (CNT), que foi o grande líder da paralisação de 2015, participa de quase 90 grupos na rede. “Tá todo mundo só esperando que a tabela seja derrubada para parar tudo de novo”, afirma. “E, pelo que estou vendo no WhatsApp, pode ter certeza de que isso vai acontecer.”
A tabela de preço mínimo do transporte rodoviário – definida às pressas pelo governo para interromper a greve na semana passada – é considerada a maior vitória dos caminhoneiros nos últimos tempos. Mas, diante da reação do empresariado (principalmente representantes do agronegócio), eles começam a temer que essa conquista esteja com os dias – ou horas – contados.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Os Ministros Gilmar Mendes e Celso Mello deixam vazar comentários sobre greve


[Em áudio vazado na Corte, ministros do STF criticam greve de caminhoneiros]
24 de Maio de 2018 às 17:50 Por: Reprodução Por: Redação BNews00comentários
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes e Celso de Mello, fizeram duras críticas à paralisação nacional dos caminhoneiros durante a a sessão desta tarde (24). Eles não perceberam que o microfone da Corte estava ligado enquanto conversavam. O vazamento do diálogo ocorreu durante uma votação na qual o STF decidiu sobre a recondução da ministra Rosa Weber para o cargo de ministra efetiva do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Enquanto os demais ministros votaram sobre a questão, Mendes iniciou a conversa com Celso, mas não percebeu que o microfone estava ligado. "Que crise, hein! Guiomar [mulher de Gilmar] está na rua agora, está impossível", disse. Em seguida. Celso respondeu:" Um absurdo, faz-nos reféns. Tudo bem que eles até possam ter razão aqui, mas isto é um absurdo. Minha filha está vindo de São Paulo...". A partir desse trecho, a conversa continuou, mas o áudio foi cortado na transmissão ao vivo. 
Os caminhoneiros protestam há quatro dias contra os seguidos aumentos do preço do diesel. O movimento tem feito bloqueios em estradas, o que já impacta no abastecimento de combustível e alimentos em algumas regiões do país. As principais reivindicações da categoria são: redução de impostos sobre o preço do óleo diesel, como PIS/Cofins e ICMS, e o fim da cobrança de pedágios dos caminhões que trafegam vazios nas rodovias federais concedidas à iniciativa privada.

Infraero orienta passageiros a consultarem companhias sobre situação dos voos

[Infraero orienta passageiros a consultarem companhias sobre situação dos voos]de Maio de 2018 às 17:12 Por: Reprodução Por: Redação BNews00comentários
A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) está orientando os passageiros que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos. Isso devido a greve dos caminhoneiros que já dura quatro dias, e por isso falta combustível parar abastecer as aeronaves. Conforme a empresa, cinco aeroportos do Brasil têm combustível apenas até esta quarta-feira (24). São eles: Congonhas, em São Paulo, e os de Palmas, Recife, Maceió e Aracaju.

Em nota, a Infraero afirmou que “está monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo”.

A empresa, vinculada à Secretaria de Aviação Civi, disse que “está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa”. “Aos passageiros, a Infraero recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos. Aos operadores de aeronaves, a empresa orienta que façam a consulta sobre a disponibilidade de combustível na origem e no destino do voo programado”, pontuou, em nota. “A Infraero compreende o direito de manifestação, mas entende que os protestos devem ocorrer sem afetar o direito de ir e vir das pessoas, bem como a segurança das operações aeroportuárias”, finalizou. 

Combustível termina em postos da Magalhães Neto, Bonocô e Amaralina

[Combustível termina em postos da Magalhães Neto, Bonocô e Amaralina]de Maio de 2018 às 13:00 Por: BNews Por: Redação BNews00comentários
Por conta da greve dos caminhoneiros em todo o país, o combustível já acabou em alguns postos de Salvador. Já não há mais combustível em alguns postos do bairro de Amaralina, Bonocô, AV. ACM e Magalhães Neto. Alguns donos de postos informaram à Record TV Itapoan que só terão combustível até esta sexta-feira (25). Por conta da falta de combustíveis, os combustíveis interromperam atendimento e fecharam o acesso às bombas.
A greve dos caminhoneiros contra o preço do diesel está afetando o abastecimento de combustíveis em várias regiões do país. No Rio de Janeiro, São Paulo e Recife os coletivos estão circulando com frota reduzida.
De acordo com o diretor de relações institucionais do Integra, Jorge Castro, os ônibus da capital baiana possuem reserva de combustível suficiente até pelo menos a próxima segunda-feira (28). "Tivemos dois dias de paralisação dos ônibus nessa semana. Consequentemente os coletivos não gastaram combustível. Temos uma reserva de que pode durar de três a quatro dias", explicou. 
Alimentos
Boxes fechados, prateleiras praticamente vazias, baixa movimentação de clientes, preços elevados. Esse é o cenário da tradicional Feira de São Joaquim, em Salvador, que sofre os reflexos do quarto dia de protestos dos caminhoneiros contra a alta do diesel.
De acordo com o feirante Denilson Alves, os únicos produtos que conseguem chegar ao local são os que vêm pelo mar. “Só chega aqui o que vem pelo sistema ferry boat. No que diz respeito à BR, estamos com muitas dificuldades, principalmente na parte de hortifruti, porque a maioria das frutas e verduras vêm da região de Petrolina, Juazeiro e dos estados do Ceará e Sergipe. Em quantidade eu só tenho laranja e jenipapo, isso porque são mercadorias que chegam pelo mar”, afirmou o comerciante, que já começou a sentir no bolso o prejuízo.  “A maioria desses produtos são perecíveis. Já temos várias cargas perdidas nos bloqueios. O que nós temos hoje não atende uma manhã de vendas”, completou. 
Interior
No interior da Bahia, a situação também é crítica. Nas cidades de Jequié, Poções e Planalto os postos de combustíveis estão sem estoque. Em Vitória da Conquista, somente dois postos ainda têm reserva. Um dos postos informou que os combustíveis estão reservados para viaturas e ambulâncias. As empresas de ônibus que operam na cidade informaram que reduziram a frota em alguns horários.
Em Ilhéus, o aeroporto pode suspender as atividades. O nível do combustível que abastece as aeronaves está abaixo e o setor de operações deve durar até esta quinta-feira, segundo a direção do aeroporto.
A cidade de Juazeiro também enfrenta os transtornos da paralisação. Caminhões que transportam oxigênio de uso hospitalar não estão chegando ao município. A maternidade, o hospital infantil e o pronto-socorro só têm estoque para mais dois dias. Por causa disso, de acordo com a direção da unidade de saúde, todas as cirurgias eletivas vão ser canceladas e serão atendidos na urgência apenas pacientes classificados como vermelho e amarelo.
Restaurantes também se queixaram. As redes Divino Fogão, Domino's, Habib's, Koni, Subway, Spoleto e The Fifties relataram problemas de abastecimento, segundo a Associação do setor (ANR).
A Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA) diz se preocupar com o desabastecimento e o impacto no Produto Interno Bruto (PIB), segundo Renato Conchon, coordenador do núcleo econômico da entidade.
O protesto
Foram registradas manifestações de caminhoneiros em 24 estados, na terça-feira (22), com 384 pontos de rodovias bloqueados no início do dia que foram aumentando. Na segunda-feira (21), foram 188. Segundo a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), foram 160 no Sul, 105 no Sudeste, 51 no Nordeste, 56 no Centro-Oeste e 12, no Norte. Em três dias, as manifestações resultaram em uma morte, um atropelamento, brigas entre motoristas e veículos danificados.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Defensora do impeachment de Dilma, Janaína Paschoal pode ser vice de Bolsonaro

[Defensora do impeachment de Dilma, Janaína Paschoal pode ser vice de Bolsonaro]de Maio de 2018 às 14:18 Por: Reprodução Por: Redação BNews00comentários
Os defensores do impeachment da presidente Dilma Rousseff em 2016 devem lembrar da advogada Janaína Pascoal. Aos gritos e balançando a bandeira do Brasil, ele discursou no Largo São Francisco, em São Paulo, devem ver a jurista na chapa encabeçada por Jair Bolsonaro, à presidência da República.
Segundo a coluna Radar, da revista Veja, não se sabe ainda se a jurista aceitará a cadeira, mas uma coisa é fato: o partido não vai perder a oportunidade de capitalizar em cima dela. Caso seja confirmado, será uma chapa puro-sangue, já que ambos estão filiados ao PSL.
Caso não seja candidata a vice, Janaina terá algum papel na eleição. Pode disputar uma vaga na Câmara dos Deputados ou no Senado.
O frisson é tanto que há quem acredite que, se a chapa vingar, Bolsonaro leva a vitória no primeiro turno. Será?